Vitinha, aos 22 minutos, marcou o único golo, que colocou os minhotos confortáveis na liderança do Grupo D, com seis pontos, resultantes de dois triunfos, enquanto o Casa Pia mantém-se com um ponto e já sem hipóteses de chegar à primeira posição.

Um cabeceamento fraco de Zolotic para as mãos de Matheus, aos três minutos, deu o mote, mas a partida foi controlada maioritariamente pelo Sporting de Braga, que, aos 13, aproveitou um erro do Casa Pia, em zona proibida, mas Vitinha rematou por cima.

João Victor, hoje titular na baliza dos ‘gansos’, susteve, com uma boa defesa, aos 17, o remate longínquo de Diego Lainez, mas, aos 22, um erro enorme de Vasco Fernandes, a tentar sacudir a pressão, deu a bola a Banza e este assistiu Vitinha para o tento fácil.

O Casa Pia procurou reagir à desvantagem, mas o melhor que conseguiu foi um remate de Godwin, aos 30 minutos, para defesa segura de Matheus, prontamente respondido por Vitinha, que, num livre lateral, cabeceou em direção ao poste da baliza adversária.

A segunda parte começou com a expulsão de Banza, que viu dois cartões amarelos no espaço de três minutos (47 e 50), deixando o Sporting de Braga com menos uma peça durante a etapa complementar e permitindo mais posse de bola ao conjunto lisboeta.

No entanto, perante uma equipa ‘arsenalista’ com bloco baixo, a segurar a vantagem mínima obtida no primeiro tempo, o Casa Pia teve pouca inspiração na hora de atacar a baliza de Matheus, à exceção de um remate de Clayton, aos 66, ligeiramente ao lado.

Nos derradeiros instantes, e já depois de Filipe Martins efetuar substituições ofensivas, o Casa Pia ‘carregou’ ainda mais e procurou a igualdade, que evitaria a eliminação, mas Antoine cabeceou por cima, aos 83, na principal ocasião dos casapianos na parte final.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.