“Este último ano desafiou-nos com curvas inesperadas no caminho. Adaptámo-nos às curvas, mas não ‘curvámos’ a nossa missão, e jamais o nosso caráter. Este é o nosso caminho”, observou Frederico Varandas, presidente do Sporting, no documento que vai ser apresentado aos sócios na assembleia geral de 30 de setembro, disponível no sítio na internet do clube lisboeta.

Num período marcado pela pandemia de covid-19, o líder dos ‘verde e brancos’ sublinhou que a última época vai ficar nos 115 anos de história do Sporting como um dos “pontos mais altos”.

No relatório e contas, o Sporting realçou que este resultado foi possível graças a “uma ótima performance dos resultados operacionais, resultante de um recorde de quotização (‘cash’) do lado das receitas e uma diminuição do lado dos custos estruturais”.

A cobrança de quotas atingiu um valor próximo de nove milhões de euros, o montante mais elevado de sempre.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.