"Não podemos de forma alguma pactuar com actos de vandalismo e agressão a atletas, treinadores e staff do Futebol Profissional, nem com atitudes que configuram a prática de crime que em nada honram e enobrecem o Sporting Clube de Portugal", pode ler-se no comunicado.

"O Sporting não é isto, o Sporting não pode ser isto", dita a nota.

O clube adianta que serão tomadas "todas as diligências no sentido de apurar cabais responsabilidades pelo que aconteceu e não deixaremos de exigir a punição de quem agiu desta forma absolutamente lamentável."

Cerca de 50 pessoas, com a cara tapada, invadiram hoje a Academia de Alcochete, enquanto decorria o treino da equipa principal, e agrediram jogadores e equipa técnica, a dias da final da Taça de Portugal de futebol.

De acordo com imagens publicadas nas redes sociais e em algumas televisões, Bas Dost terá sido um dos jogadores agredidos, aparecendo com três golpes na cabeça, havendo também imagens com o balneário vandalizado, cheio de fumo e com alarmes a tocar.

Segundo o Mais Futebol, também Battaglia, Misic e Acuña, bem como o adjunto Mário Monteiro foram agredidos. Avança por sua vez a TVI que Jorge Jesus foi também visado pelos agressores, tendo levado uma cabeçada, assim como os fisioterapeutas, que foram esfaqueados. Avança a estação de Queluz que os agressores estavam munidos de armas brancas. Bruno de Carvalho, presidente dos leões, já se encontra a caminho de Alcochete.

"Isto não é aceitável" O empresário do holandês Bas Dost já reagiu aos acontecimentos desta tarde em declarações ao jornal O Jogo. Gunther Neuhaus afirmou que a agressão “não é aceitável”. “É uma situação perigosa. Bas é um dos jogadores mais importantes do Sporting nos últimos 10 anos”, disse o empresário do avançado.

A SIC está a avançar que os jogadores se recusam a treinar na sequência deste incidente.

A GNR está no local a averiguar o sucedido.

Este incidente grave na Academia tem lugar num momento de tensão no clube de Alvalade, na sequência da derrota em jogo contra o Marítimo que custou aos leões um lugar na Liga dos Campeões. Ontem, Bruno de Carvalho convocou toda equipa técnica e jogadores, causando especulação sobre a eventual suspensão de Jorge Jesus e a sua presença no jogo da Taça de Portugal este domingo.

“Qual processo disciplinar? Eu percebo que vocês (jornalistas) têm de trabalhar, mas nós, administração e Conselho Diretivo, também temos de trabalhar. O que aconteceu foi o Sporting ter sido derrotado num jogo que muito prejudicou o Sporting, que perdeu muitos milhões de euros que estavam contabilizados na planificação da próxima época, o que vai originar mudanças”, disse Bruno de Carvalho esta segunda-feira à saída do estádio de Alvalade.

O presidente do Sporting revelou, ainda, não ter gostado “da interação entre muitos sócios do Sporting e os jogadores”, razão pela qual decidiu hoje promover uma série de reuniões.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.