“Ordenar a aplicação da medida disciplinar suspensa imposta pelo Órgão de Controlo, Ética e Disciplina na sua decisão de 08 de junho de 2022 (ou seja, ordenar que o Olympique de Marselha jogue o seu próximo (1) jogo das competições de clubes da UEFA em que o Olympique de Marselha jogaria como clube anfitrião à porta fechada), de acordo com o artigo 26.º, n.º 3, do Regulamento Disciplinar da UEFA”, especificou o organismo.

Em causa o comportamento dos seus adeptos na receção ao Eintracht Frankfurt, que os germânicos venceram por 1-0, nomeadamente com “arremesso de objetos, uso de dispositivos pirotécnicos e laser, perturbação do público e bloqueio das zonas de passagem e saídas das bancadas”.

O Marselha é reincidente e estava sob ameaça de suspensão, depois dos incidentes no desafio com o Feyenoord, na Liga Conferência, em 5 de maio. Os marselheses foram punidos com um jogo à porta fechada, então suspenso por dois anos, além de uma multa pecuniária.

Os alemães também não saem incólumes, pois foram igualmente penalizados devido arremesso de objetos, uso de pirotecnia, atos que causaram estragos e comportamento racista, neste caso por saudações nazis.

O clube vai ter de pagar uma multa de 30.000 euros, além de custear os danos causados pelos seus adeptos.

O Eintracht Frankfurt foi igualmente castigado com o impedimento de vender bilhetes para o próximo jogo fora e ter uma bancada fechada no seu próximo jogo em casa, mas ambas as penalizações estão suspensas, por um período de um ano.

Cumpridas duas jornadas, o Sporting lidera o Grupo D com seis pontos, seguido do Tottenham e Eintracht Frankfurt com três, enquanto o Marselha ainda não pontuou.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.