O campeão europeu de 2018, e vice-campeão do mundo, uma prata conquistada em outubro de 2019, em Doha, estabeleceu a nova marca, um centímetro acima do anterior registo, de 6,16, conseguida pelo francês Renaud Lavillenie em fevereiro de 2014, na Ucrânia.

“Era algo que queria desde que tinha três anos de idade. É um grande ano, e é uma boa forma de o começar”, explicou o jovem sueco, após bater o recorde com o sexto salto em Torun.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.