Em Florêncio Varela, arredores de Buenos Aires, a formação local, comandada por Hernan Crespo, esteve melhor na primeira parte e adiantou-se no marcador nos descontos, aos 45+1 minutos, por Juan Rodríguez, de cabeça, após canto de Neri Cardozo.

O ‘peixe’, que seguia numa série de três jogos sem ganhar e sem marcar, respondeu na segunda metade, com o ‘dedo’ de Jesualdo Ferreira, já que os marcadores dos dois golos que valeram o triunfo na primeira ronda do Grupo G saltaram do banco.

Aos 72 minutos, Jobson, entrado aos 58, mergulhou para cabecear para o empate, respondendo a um centro da esquerda do ‘pequeno endiabrado’ Soteldo, e, aos 86, Kaio Jorge, que tinha sido aposta aos 69, correu meio campo para empatar, isolado por um ressalto.

Na parte final, o Santos podia ter chegado ao terceiro, mas ainda teve de sofrer para segurar os preciosos três pontos, numa primeira ronda que só se completa hoje, com a receção dos equatorianos do Delfin aos paraguaios do Olímpia.

Além do embate na Argentina, a fase de grupos da edição 2020 da Libertadores arrancou também com um jogo no Brasil, mais precisamente em Porto Alegre, onde, em embate do Grupo E, o Internacional bateu os chilenos do Universidad Católica por 3-0.

O veterano internacional peruano Paolo Guerrero, de 36 anos, foi a grande figura do encontro, ao marcar os dois primeiros golos, aos 62 e 67 minutos, e assistir Marcos Guilherme no terceiro, aos 71.

A formação chilena acabou o encontro reduzida a 10 unidades, por expulsão de Valber Huerta, já aos 77 minutos.

Grêmio e Athletico Paranaense completam pleno brasileiro

O Grêmio, no reduto do América Cali, e o Athletico Paranaense, na receção ao Peñarol, completaram na terça-feira o pleno brasileiro no primeiro dia da fase de grupos da edição 2020 da Taça Libertadores em futebol.

Depois dos triunfos do Santos, de Jesualdo Ferreira, por 2-1 na casa do Defensa y Justicia, e do Internacional, que recebeu e bateu o Universidad Católica por 3-0, o Grêmio ganhou aos colombianos por 2-0 e o Athletico superou os uruguaios por 1-0.

Victor Ferraz, aos 15 minutos, e Henrique Matheus, aos 50, selaram o triunfo do ‘onze’ de Renato Gaúcho, que se juntou na liderança do Grupo E ao rival Internacional.

Em Porto Alegre, o veterano internacional peruano Paolo Guerrero, de 36 anos, foi a grande figura, ao marcar os dois primeiros golos, aos 62 e 67 minutos, e assistir Marcos Guilherme no terceiro, aos 71.

No primeiro jogo do Grupo C, no Brasil, Guilherme Bissoli selou, aos 77, o triunfo do Athletico Paranaense.

No Grupo H, os paraguaios do Libertad ficaram sozinhos na frente, ao vencerem por 2-1 no reduto do Independiente Medellín, num embate que o Óscar Cardozo, o melhor marcador da história do Benfica, apontou o segundo tento dos forasteiros, aos 28 minutos.

O colombiano Daniel Bocanegra, a jogar em ‘casa’, deu vantagem ao Libertad, logo aos três minutos, enquanto Jesus Murillo marcou para os anfitriões, aos 59.

No outro jogo do agrupamento, o Boca Juniors, com muitas poupanças, a pensar na decisão do campeonato argentino, adiantou-se, por Ramón Ábila, aos 25 minutos, mas os venezuelanos do Caracas fizeram o 1-1 final aos 55, por Robert Hernández.

Em Florêncio Varela, para o Grupo G, o Defensa y Justicia, de Hernan Crespo, adiantou-se por Juan Rodríguez, aos 45+1 minutos, mas, na segunda parte, os suplentes Jobson, aos 72, e Kaio Jorge, aos 86, selaram a reviravolta do Santos, de Jesualdo.

O Flamengo, de Jorge Jesus, inicia hoje a defesa do título em Barranquilla, na Colômbia, frente ao Junior, num embate, do Grupo A, com início às 00:30 de quinta-feira (em Lisboa).

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.