Andrea Iannone, de 30 anos, que corre pela Aprilia, foi suspenso a 31 de março após um controlo de doping positivo a 03 de novembro de 2019, no final do Grande Prémio da Malásia, em Sepang.

O piloto italiano recorreu ao TAS, que adianta que os seus três juízes rejeitaram o apelo contra a suspensão de 18 meses e mantiveram a contra apelação da Agência Mundial Antidopagem (AMA), em que se solicitava uma sanção de quatro anos.

O piloto justificou o teste positivo para Drostanolone (anabolizante) alegando que comeu carne contaminada, mas os juízes do TAS referem que Andrea Iannone não conseguiu provar no recurso que tipo de carne consumiu nem a sua origem.

A suspensão de Iannone, originalmente imposta pela Federação Internacional de Motociclismo (FIM), foi agora estendida até dezembro de 2023.

Iannone tem como melhor resultado no MotoGP o triunfo no GP da Áustria, em 2016.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.