“Este é um dia muito difícil para mim e eu queria dizer-lhes isso pessoalmente, cara a cara”, declarou o atleta de 27 anos, lendo um comunicado sem direito a perguntas, referindo-se ao teste positivo no torneio de Barcelona.

A Federação Internacional de Ténis (ITF) anunciou que vai suspender o atleta a partir de segunda-feira, sendo que o seu futuro “está dependente da análise do caso”.

“Cometi um erro e devo sofrer as consequências. Não tenho nenhum motivo, mesmo que apenas por um segundo, de me justificar dizendo que o que fiz foi um comportamento aceitável. Peço desculpas a todos aqueles que deixei mal, como a minha família, o meu treinador, a minha equipa, os meus patrocinadores, a Federação britânica e os meus fãs”, assumiu Evans, profissional desde 2006.

Em 2007, a suíça Martina Hingis também testou positivo por cocaína, no torneio de Wimbledon, sendo suspensa por dois anos, tal como o francês Richard Gasquet em 2009.

No último caso, o tribunal da federação internacional acedeu em reduzir a pena, assentindo que o atleta tomou a substância involuntariamente: alegou ter sido “contaminado” por um beijo de uma jovem mulher numa discoteca de Miami.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.