“Espero dar mais uma razão para todos festejarem. No entanto, não podemos descurar o adversário, nem deixar nada ao acaso. Queremos recuperar o primeiro lugar do campeonato e esse é o nosso maior foco independentemente de tudo o resto”, disse Tiago Monteiro, citado pela sua assessoria de comunicação.

O piloto português, que vai competir na prova caseira ao volante de um Honda Civic, espera contar com o forte apoio do público, à semelhança do que aconteceu no ano passado, quando venceu a corrida principal, depois de o holandês Tom Coronel se ter imposto na corrida de abertura.

“Depois do que aconteceu no ano passado e de tudo aquilo que temos vindo a fazer este ano, somos certamente uma das equipas favoritas à vitória e espero que tudo corra dentro do normal para que assim o consigamos fazer”, observou.

Tiago Monteiro chega à quinta das 10 provas do WTCC no segundo lugar do campeonato – depois de já ter vencido corridas em Marrocos e na Hungria -, a apenas dois pontos de distância do líder, o holandês Nick Catsburg (Volvo S60), e com seis de vantagem sobre o sueco Thed Björk (Volvo S60), terceiro classificado.

O piloto luso liderou a competição até à prova anterior, mas dois maus resultados na Alemanha relegaram-no para o segundo lugar, e, apesar de não esconder a preferência pela etapa de Vila Real, advertiu que se trata de um circuito que não oferece margem de erro.

“Não podemos esquecer que se trata de um circuito citadino, o que torna o trabalho de todos os pilotos mais complexo. Mas com o apoio do imenso público que se espera em Vila Real, da família e dos amigos por perto, a motivação para ser bem-sucedido não falta”, assinalou.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.