"Sabia que esta era uma possibilidade. O corpo humano não é uma ciência exata. Apesar de estar a recuperar a minha condição física, infelizmente o mesmo ainda não aconteceu a 100% com a capacidade ocular. Inevitavelmente isso não permite o meu regresso à competição”, afirmou Tiago Monteiro, em declarações à sua assessoria de imprensa.

O piloto português, de 41 anos, sofreu um violento acidente em 07 de setembro, numa sessão de testes da Honda, em Barcelona, tendo falhado as três últimas provas do Mundial de WTCC de 2017, quando o liderava.

"Estou triste, claro. Queria muito que as sequelas do acidente tivessem ficado lá atrás e que pudesse começar do zero esta nova época. Não é possível para já. Vou, no entanto, continuar o meu percurso como até aqui, na expectativa que tudo volte ao estado normal logo que possível”, prosseguiu o português.

De acordo com a assessoria de imprensa do piloto, ainda não existe uma previsão sobre o regresso à competição de Monteiro.

“As evoluções têm sido notáveis, os tratamentos têm ajudado muito e a equipa médica tem feito um trabalho incrível, mas não posso correr riscos. Por mais que tenha feito tudo o que estava ao meu alcance, o corpo e a visão ainda não recuperaram totalmente. A condição humana fala mais alto. Ainda assim, tenho que agradecer à equipa fantástica e incansável que me tem acompanhado neste processo difícil", rematou.

O WTCR, que tem passagem marcada por Vila Real, em 23 e 24 de junho, vai arrancar em Marrocos, em 07 e 08 de abril.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.