Lopes, que se estreou em Jogos Olímpicos, nadou a distância em 4.16,52 minutos, um novo máximo pessoal, batendo por mais de dois segundos o segundo da série, o equatoriano Tomás Ávila, segundo e por quase cinco o israelita Ron Polonsky, terceiro.

Naquela que foi a primeira série de natação destes Jogos, Lopes venceu o ‘heat’ de forma confortável, apesar de um arranque menos bom nos primeiros 50 metros, em que era apenas o quarto mais rápido.

Aos 100 metros, já era segundo, e assumiu a partir daí uma margem de liderança que foi gerindo, e aumentando, até ao final da prova no Centro Aquático de Tóquio.

Ainda assim, o registo não permite ao português seguir em frente para a final, que reúne os oito melhores tempos, ficando a mais de seis segundos do último apurado. O melhor tempo foi do australiano Brendon Smith, com 4.09,27.

José Paulo Lopes, um de oito portugueses na natação, seis na piscina e dois em águas abertas, volta a competir nos 800 metros livres, a outra distância em que conseguiu apurar-se.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.