A rota migratória da sardinha serviu de inspiração à “Sardinha Cup", regata que liga Saint Gilles Croix de Vie, principal porto francês de pesca desta espécie, a cerca de 80 quilómetros de Nantes, à Figueira da Foz, um dos “viveiros” do pescado que ganha fama no verão, no pão ou no prato, em especial durante as Festas dos Santos Populares.

Criada em 2019, a regata organizada pela Team Vendée Formation atraca em Portugal na 3.ª edição após ter estado confinada a mares gauleses nas edições anteriores. Cumpre, assim, este ano, o desiderato que lhe deu nome: percorrer a rota da sardinha e ligar os dois países e os dois portos, unidos umbilicalmente pela pesca.

Para o caso em apreço, os cardumes da sardinha Europeia (sardina pilchardus, de nome científico), espécie dominante na costa portuguesa, com maior incidência a norte, seguem um curso de navegação até ao golfo da Biscaia (França), com passagem pelo mar cantábrico (Espanha).

A frota de monocascos da Sardinha Cup é composta por 22 Figaro Beneteau 3, veleiros de 9,75 metros com foils, todos iguais. Em competição estão 22 tripulações, seis delas mistas. Metade dos 44 velejadores têm menos de 30 anos, 13 dos quais com 25 ou menos anos. Basile Bourgnon, 20 anos, benjamim da prova, debuta no circuito Figaro Beneteau. Benoît Charon, 59, figura da vela da Normandia, é um dos anciãos.

A regata largou hoje, seis de junho, de Saint Gilles Croix de Vie, “mercado” francês da sardinha. A chegada à Figueira da Foz está apontada para dia 10 de junho, Dia de Portugal Dia de Camões e das Comunidades Portuguesas. Ao largo da cidade da região da zona centro de Portugal, também ela importante porto de pesca da sardinha, decorrerá uma regata costeira, dia 12, associando-se às Festas da Cidade e à Festa da Sardinha.

Dois dias depois, a frota participante no Circuito Beneteau iniciará o segundo grande curso, deixa a Figueira, sobe o Atlântico, seguindo a rota estabelecida pelo peixe tão famoso internacionalmente quanto o bacalhau, para terminar a 19, em Saint Gilles Croix de Vie.

Yann Eliès e Sam Davies, venceram a 1.ª edição da Sardinha Cup, em 2019. Dois anos depois a dupla de velejadores, Xavier Macaire e Morgan Lagravière, subiram ao mais alto lugar do pódio.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.