Wellens, de 29 anos, cumpriu os 184,4 quilómetros entre Huesca e Sabiñanigo em 4:19.24 horas, fazendo vingar a fuga quatro segundos à frente do francês Guillaume Martin (Cofidis), segundo, e 12 para o holandês Thymen Arensman (Sunweb), terceiro.

O mais rápido dos homens da geral foi o próprio Roglic, quarto classificado, numa chegada marcada por uma queda que afetou o irlandês Dan Martin (Israel Start-Up Nation), segundo à geral.

As diferenças de tempo foram anuladas, pelo que Roglic segue líder com cinco segundos para Martin, com o equatoriano Richard Carapaz (INEOS) em terceiro, a 13.

No domingo, a sexta etapa, refeita por não poder passar por França, devido à pandemia de covid-19, liga Biescas ao Formigal, numa chegada em alto no final de 146,4 quilómetros.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.