O corredor minhoto, de 41 anos, destacou-se no troço de terra do Salto da Pedra Sentada, contagem de montanha de segunda categoria a menos de 20 quilómetros da meta, e concluiu a tirada em 4:41.50 horas, com quatro segundos de avanço sobre o grupo principal, encabeçado pelo espanhol Vicente García de Mateos (Louletano-Hospital de Loulé) e pelo italiano Rinaldo Nocentini (Sporting-Tavira).

Na véspera do dia de descanso, Alarcón chegou na quinta posição e mantém a camisola amarela, 24 segundos à frente de Nocentini e com 30 de vantagem sobre o seu colega Amaro Antunes, numa etapa em que o Sporting-Tavira viu o espanhol Alejandro Marque terminar a etapa a 1.23 minutos do vencedor e perder a quarta posição para De Mateos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.