À partida para a derradeira tirada, Thomas, vencedor em 2015 e 2016, tem 19 segundos de avanço sobre o polaco Michal Kwiatkowski, seu colega de equipa, e 32 sobre o português Nelson Oliveira (Movistar).

As dificuldades da etapa começam ao quilómetro 63, com uma primeira contagem de terceira categoria em Picota, com os ciclistas a terem mais uma subida de semelhante dificuldade, aos 99,6 quilómetros, no Miradouro do Alto da Ameixeira.

Começam depois as maiores dificuldades da etapa com a primeira passagem, aos 132,6 quilómetros, pelo Alto do Malhão, pequena ascensão de segunda categoria de 2,8 quilómetros, mas com uma inclinação média de 8,9%.

Antes da subida final, os ciclistas ainda terão mais uma subida de terceira categoria, em Vermelhos, a pouco mais de 20 quilómetros do final.

Thomas poderá ser o primeiro estrangeiro a vencer por três vezes a Volta ao Algarve, imitando o feito do português Belmiro Silva, em 1977, 1981 e 1984.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.