"Existem três milhões de praticantes de wakeboard e wakesurf na Europa. Com o Wake Park de Viana do Castelo estimamos a atrair à cidade cerca de 10 mil pessoas por ano, reforçando assim a atratividade turística de Viana do Castelo", afirmou José Sampaio.

O administrador do FeelViana Sport Hotel e promotor do Wake Park justificou o investimento com a "necessidade de valorização da oferta da região, de combate à sazonalidade e de reforço de Viana do Castelo como destino de referência nas atividades náuticas".

O equipamento, a criar no Cabedelo, numa bacia situada junto ao porto comercial de Viana do Castelo, na margem esquerda do rio Lima, irá criar seis novos postos de trabalho.

Concessionado pela Administração do Porto do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL), a estrutura vai permitir a prática de Wakeboard e WakeSurf, através de um sistema de cabos ou através de uma embarcação.

Presente na apresentação do novo equipamento, o presidente da Associação Portuguesa de Wake (APW), Luís Segadães, realçou que Viana do Castelo "é a segunda região do país a dispor de um equipamento que permite a prática daquelas modalidades quer através de cabo, quer de uma embarcação".

Segundo o responsável, o primeiro Wake Park do país entrou em funcionamento, em 2015, na albufeira de Castelo de Bode, em Tomar.

Luís Segadães adiantou que o plano de atividades da APW para 2019 vai "arrancar em Viana do Castelo, com a atividade Feel de Wake em Viana", entre 08 e 10 de junho, que contará com o apoio do hotel e da Câmara Municipal".

Além da primeira prova do campeonato nacional de Wakeboard, de cabo e de barco, a ação integrará ainda ‘open days' para "aumentar o número de praticantes, aumentar a representatividade do desporto em Portugal.

Luís Segadães acrescentou que naquele evento, "a APW vai proporcionar a 20 crianças de escolas locais a experiência do wakeboard, de forma gratuita".

A proximidade com a Galiza, foi outros dos aspetos realçados pelo responsável, garantindo que o equipamento permitirá "expandir o calendário de eventos e contribuir para o acesso dos melhores talentos aos eventos internacionais".

Para o presidente da Câmara de Viana do Castelo, José Maria Costa, a criação do Ware Park vem "aumentar a atratividade de Viana do Castelo nas vertentes do turismo de natureza e do desporto", referiu.

O autarca socialista sublinhou que "os indicadores turísticos de que o município dispõe referem que Viana do Castelo tem crescido ao dobro da velocidade da região Norte e do país, tendo duplicado o número de dormidas, entre 2014 e 2017, para 267 mil".

"Em algumas unidades hoteleiras estamos com taxas de crescimento na ordem dos 37%. De acordo com informações que me foram transmitidas por algumas unidades hoteleiras, os primeiros dois meses desde ano foram os melhores dois meses da última década. Estes números vêm confirmar que Viana do Castelo já não tem época baixa", frisou.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.