Em desvantagem numérica desde os 14 minutos, devido à expulsão de Danny Batth, os ‘wolves’, com Ruben Neves, Hélder Costa e Diogo Jota no ‘onze’ e Ivan Cavaleiro como suplente utilizado, viram o Bristol adiantar-se no marcador por Bobby Reid, aos 53.

Já em igualdade numérica, após expulsão do guarda-redes Frank Fielding, aos 64 minutos, a equipa de Nuno Espírito Santo deu a volta, graças aos golos de Barry Douglas (66) e Ryan Bennett (90+4).

Com este triunfo, o Wolverhapton passou a somar 58 pontos, mais 10 do que o Derby e 11 do que o Bristol, que caiu para terceiro, e do que o Cardiff.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.