Na conferência de imprensa de apresentação dos resultados, o presidente executivo do banco, Miguel Maya, referiu que são “os melhores resultados dos últimos 12 anos”.

Relativamente à distribuição de dividendos, Miguel Maya descartou apresentar já um valor a distribuir pelos acionistas, referindo que o fará “em momento oportuno” e que dado o contexto atual do negócio bancário será uma proposta “muito prudente” e “muito conservadora”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.