A mesma fonte confirmou à Lusa que o Millennium bcp “alcançou o entendimento com todos os sindicatos subscritores dos Acordos Coletivos de Trabalho (ACT) do Grupo BCP referente à revisão da tabela salarial de 2020, a qual abrangerá todos os colaboradores do banco, bem como reformados e pensionistas”.

Ainda segundo a fonte do banco, “no processamento dos salários e pensões a ocorrer dia 25 de setembro, todos os colaboradores do Grupo BCP irão receber o vencimento já de acordo com a nova tabela salarial, bem como a devida retroação a 01 de janeiro do presente ano: a remuneração base será aumentada em 0,3%, o subsídio de almoço em 1,04% e o subsídio de apoio a natalidade em 50 euros, para 800 euros”.

No primeiro semestre do ano, o BCP obteve lucros de 76 milhões de euros e contava no final de junho com 7.154 trabalhadores, menos 110 face a junho de 2019, segundo avançou o banco de Miguel Maya, em julho.

Em termos de sucursais, o banco contava no final de junho com 493 balcões, menos 39 que os 532 registados no mesmo período de 2019.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.