Contactada hoje pela Lusa, fonte oficial das Finanças confirmou que a transição será assegurada pela atual equipa.

A lista completa com os futuros administradores da CGD ainda não é conhecida, mas já foi encaminhada pelo Governo para o BCE, que tem que dar o seu aval aos nomes propostos, algo que ainda não aconteceu.

Quando Frankfurt aprovar os novos membros do Conselho de Administração da CGD, que vai ter Rui Vilar como 'chairman' e Paulo Macedo como presidente executivo, estarão criadas as condições para que os mesmos assumam os cargos.

António Domingues apresentou em novembro a sua renúncia à liderança da CGD, pelo que deveria sair do banco público no final deste ano, mas acedeu ao apelo das Finanças e vai assegurar este período de transição, que deverá ser relativamente curto.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.