O governo chinês disse que está a responder “em igual escala” ao aumento tarifário de Trump nos produtos chineses, num conflito sobre o superávit comercial e a política tecnológica de Pequim, cuja rápida escalada preocupa as empresas, nomeadamente pela possibilidade de congelar o crescimento econômico global.

“O lado chinês não quer travar uma guerra comercial, mas, diante da miopia do lado americano, a China precisa reagir com força”, disse, em comunicado, o Ministério do Comércio, citado pela agência Associated Presse.

Na sexta-feira, o Presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou a imposição de taxas aduaneiras de 25% sobre 50.000 milhões de dólares às importações chinesas “que contenham tecnologias muito importantes sobre o plano industrial”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.