A CTG comunicou acerca da sua “intenção de proceder à alienação de até 65.820.000 ações representativas de até 1,8000635% do capital social da EDP”, lê-se na mesma nota.

No comunicado, a CTG informou ainda que “irá proceder ao lançamento de uma oferta particular das ações através de um processo de ‘accelerated bookbuild’ dirigido exclusivamente a investidores institucionais qualificados”.

Após esta colocação, a CTG irá manter “784.957.024 ações da EDP sujeitas a um lock-up [retenção] de 120 dias”, lê-se na mesma nota.

A operação conta com a participação do BNP Paribas e da Merril Lynch, de acordo com o comunicado.

A CTG adiantou também que “os temos finais da colocação serão anunciados após conclusão do processo de ‘accelerated bookbuild’, que se antecipa que deverá ocorrer amanhã [quinta-feira] antes da abertura do mercado”.

A CTG é o maior acionista da EDP sendo que, no dia 06 de fevereiro, contava com uma participação de 23,27% do capital da elétrica, de acordo com o site da EDP.

“A sociedade China Three Gorges (Europe) S.A. é totalmente detida pela China Three Gorges (Hong Kong) Co. Ltd, cuja totalidade do capital social é detida pela China Three Gorges International Corporation, que por sua vez é detida na totalidade do capital pela China Three Gorges Corporation, que por seu turno é detida na totalidade do capital pela República Popular da China”, esclareceu a EDP na sua página ‘online’.

As ações da EDP fecharam hoje a subir 0,75% para 4,57 euros.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.