O InteGrid tem um investimento previsto de 15 milhões de euros, dos quais 5,7 milhões são destinados a Portugal, para instalar demonstradores de redes elétricas inteligentes em casa de consumidores domésticos, informou hoje a EDP Distribuição.

O projeto, que obteve financiamento europeu, é coordenado pela EDP Distribuição que pretende “demonstrar soluções inovadoras e competitivas à escala global, ao nível das redes inteligentes, e com forte penetração de energias renováveis”.

Apesar de ter parceiros em Portugal, Áustria, Eslovénia, Suécia, Alemanha, Reino Unido, Holanda e Espanha, o projeto está a ser implementado apenas em Estocolmo (Suécia), Liubliana (Eslovénia) e em quatro localidades portuguesas.

Depois de Alcochete, no distrito de Setúbal, chega agora a Caldas da Rainha (distrito de Leiria) e vai ainda abranger Mafra (distrito de Lisboa) e Valverde, localidade do concelho de Évora.

O projeto abrange 100 clientes em Alcochete, 60 nas Caldas da Rainha, 40 em Valverde e 14 em Mafra e “pretende promover a eficiência energética e dar aos consumidores um papel mais ativo na gestão do consumo de eletricidade”, explica a EDP Distribuição.

Os clientes interessados devem inscrever-se e são previamente selecionados para terem instalados, nas suas casas, sem quaisquer custos, eletrodomésticos inteligentes, tais como máquinas de lavar roupa, painéis solares, termoacumuladores, baterias ou sistemas de gestão de energia, não só durante, mas também depois da fase de demonstração.

Nesse sentido, a EDP Distribuição promove hoje uma sessão de esclarecimento aos consumidores de Caldas da Rainha.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.