Esta é a história de uma plataforma de e-commerce que está a ajudar, durante o Estado de Emergência, a mudar o curso da história de uma loja quase centenária e a transformar o dia-a-dia de um grupo empresarial que atingiu a maioridade.

Entregamos em Casa” é o website. A tabacaria Costa & Diogo, fundada em 1943, na Almirante Reis, em Lisboa, é a “Loja com História”. Desde 2007 que este estabelecimento pertence ao Grupo Bel, um universo empresarial que integra empresas de distribuição e vending, indústria, indústria aeronáutica e aeroespacial, automação, green transportation, imobiliário, media, inovação e tecnologia.

“A plataforma foi criada para uma das nossas empresas, a tabacaria Costa & Diogo”, explica Helena Ferro de Gouveia, diretora de comunicação do grupo liderado por Marco Galinha, empresário, investidor e antigo “tubarão” do programa “Shark Tank”.

“Criou-se uma solução de e-commerce, muito simples, que permite a encomenda, por exemplo, das pastilhas elásticas da nossa infância, das "Gorilas", sugos, chocolates, bebidas alcoólicas e não alcoólicas, sendo que as primeiras cumprem os requisitos legais, se a pessoa é maior de idade”, continua.

As medidas de confinamento social impostas devido à pandemia da Covid-19, impactaram diversas áreas de negócio. No Grupo Bel, onde cabem cerca de 40 empresas, “afetou as empresas de distribuição de bens de primeira necessidade”, refere Helena Ferro de Gouveia. “As máquinas de vending foram afetadas porque estão dentro de cafés, estabelecimentos, fábricas, canal Horeca e escritórios que, por sua vez, estão fechados”, acrescenta. Máquinas, essas, que contribuíram com 160 milhões de euros para uma faturação total de cerca de 450 milhões, em 2019.

Esse cenário, levou o grupo a “encontrar soluções para reinventar as vendas, responder às necessidades das pessoas e levar os produtos às suas casas”, reforça Helena Ferro de Gouveia.

Tendo como ponto de partida o que foi desenvolvido para a tabacaria, alargaram a outros negócios. “A plataforma abrange o sortimento de várias outras empresas do grupo. Houve sinergia e articulação”, esclarece, especificando que tudo o que antes era comprado dentro de portas, é feito online.

Nesta reinvenção do negócio, beneficiaram “de uma estrutura já existente”, esclarece a porta-voz. “Temos distribuição em quase todo o país. Zona Centro, onde temos as nossas empresas de distribuição, Lisboa e margem sul”, descreve. As entregas são feitas “entre 24 e 48 horas”, assume.

Para a responsável, “quem está atento às tendências de modelos de negócio, sabe que há duas grandes áreas que se vão desenvolver: a logística pura e dura e as plataformas de e-commerce”, antecipa. Vê, por isso, estes dias, como uma oportunidade, para “modernizar a nossa distribuição, um negócio clássico, que está a beneficiar desta mudança, de certa forma, imposta e está a responder. É o tal esforço de adaptação”, avisa.

“Recriar, reinventar e usar a criatividade é bom para o tecido empresarial reinventar-se e encontrar respostas. Pode ser um lado positivo. Transformar ameaças em oportunidades”, remata. “Haverá uma triagem entre quem se consegue adaptar, ser inovadora, criativa e até com ferramentas simples. Tendemos a confundir criatividade e inovação com elevada sofisticação. Não é necessária. Por vezes, basta uma coisa simples, bem pensada...”, tal como o Entregamos em Casa, sustenta.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.