“Uma família de três (dois adultos trabalhadores com um menor a cargo) arrecada, em média, 12.696 euros anualmente, em termos líquidos, segundo dados mais recentes da Comissão Europeia. Assumindo que esta família atesta o depósito do automóvel (de 50 litros) uma vez por mês, o valor gasto nos postos de abastecimento ao longo de um ano corresponde a 8,3% do rendimento caso o veículo seja a gasolina e 7,6% no caso mais provável de ser a gasóleo”, lê-se no documento.

Portugal tem a oitava gasolina mais cara da União Europeia (UE), enquanto o gasóleo ocupa o 10.º lugar, apresentando um impacto no rendimento “bastante superior” ao verificado na maioria dos países.

Por sua vez, Espanha também não ficou imune à escalada dos preços dos combustíveis, mas os valores de venda “continuam a ser substancialmente mais baixos” do que os praticados nos outros países europeus.

Em Espanha, o litro da gasolina custa, em média, 1,538 euros e o litro do diesel 1,422 euros.

No fundo das duas tabelas aparece o Luxemburgo, com um peso no rendimento anual de uma família tipo de 2,10% no caso da gasolina e de 1,98% no gasóleo.

No Luxemburgo, os preços de venda da gasolina rondam os 1,53 euros, enquanto os do gasóleo 1,44 euros.

Cada família, neste país, recebe, em média, mais de 43.688 euros anuais, o valor mais elevado da UE.

Segue-se, no que se refere à gasolina, a Áustria (2,93%), Dinamarca (3,24%), Irlanda (3,42%) e Bélgica (3,59%).

Já no que concerne ao gasóleo, destacam-se com as menores percentagens, a seguir ao Luxemburgo, a Dinamarca (2,84%), Áustria (2,91%), Irlanda (3,24%) e Países Baixos (3,51%).

A liderar o peso da fatura com a gasolina no rendimento está a Roménia (16,33%), posição que mantém no caso do gasóleo (16,21%).

Seguem-se a Bulgária, com 12,55% no caso da gasolina e 12,82% no do gasóleo, e a Hungria, com um peso de 11,05% com a gasolina e 11,06% com o gasóleo.

“A Bulgária é o país europeu em que os combustíveis são mais baratos. Um litro de gasolina ou gasóleo custa pouco mais de 1,20 euros, um valor reduzido, mas que faz mossa nos orçamentos das famílias daquele país em que o rendimento médio anual de uma família tipo fica-se pelos 5.928 euros”, indicou a BA&N Research Unit na análise divulgada hoje.

A Roménia, por seu turno, também está entre os países em que o litro de combustível é mais barato. Contudo, o rendimento das famílias é o mais baixo da UE.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.