Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Galp diz esperar que no seguimento destas transações, a Petrogal Brasil venha a deter uma participação de 20% nas duas licenças, enquanto que a Equinor (operador) e a ExxonMobil 40% cada.

“A aquisição reflete o acordo de alinhamento dos interesses participativos da Petrogal Brasil, Equinor e ExxonMobil nas licenças BM-S-8 e Norte de Carcará, que incluem a descoberta Carcará, no pré-sal. O BM-S-8 inclui ainda o prospeto Guanxuma, onde o primeiro poço de exploração está atualmente a ser perfurado”, precisa a empresa em comunicado.

A aquisição está sujeita à execução de um acordo final e à conclusão da transação, atualmente, em curso entre a Equinor e a Barra Energia, estando ainda contingente à aprovação dos parceiros e das autoridades competentes.

“Estas aquisições refletem o interesse estratégico da Galp em expandir a sua presença nas áreas core, como seja o pré-sal brasileiro, selecionando para tal um conjunto de ativos de elevada qualidade a ser desenvolvido através de parcerias sólidas”, justifica a Galp.

As ações da Galp seguem a subir 0,64% para 16,56 euros.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.