"O ministro das Finanças grego, Euclid Tsakalotos, indicou às instituições (que representam os credores) que estava de acordo para preparar medidas para cumprir os objetivos (orçamentais)", indicou fonte próxima do dossiê.

Depois de ter sido anunciada esta concessão, segundo uma outra fonte, o presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, deu conta do regresso em breve dos chefes de missão (das instituições credoras) a Atenas para finalizar o acordo.

"Estou muito contente com este resultado", disse Dijssebloem, numa conferência de imprensa após a reunião do Eurogrupo, que foi mais curta do que é habitual.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.