O fim da atividade em Bamberg ocorrerá até inícios de 2021, explicou num comunicado a Michelin, que constituiu uma provisão de 167 milhões de euros nas contas deste ano para fazer frente ao encerramento da fábrica.

Na fábrica de Bamberg produzem-se maioritariamente pneus ‘premium’ de 16 polegadas, um segmento do mercado que segundo a empresa se vê afetado por “uma forte diminuição da procura global e por uma concorrência extremamente forte dos fabricantes asiáticos”.

Os 60 milhões de euros investidos desde 2013 para adaptar a produção e os esforços das suas equipas não foram suficientes para compensar as evoluções, sempre de acordo com a Michelin, que insistiu que neste contexto não há “qualquer alternativa industrial economicamente viável”.

O grupo francês proporá a cada empregado um dispositivo “completo e personalizado” que inclui o recurso a uma sociedade de transferência e medidas de reforma antecipadas, bem como outras de mobilidade interna e externa.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.