“A escala do investimento na fase 3 deste projeto”, cuja conclusão está prevista “para 2028”, tem “um impacto significativo no crescimento da economia portuguesa e o potencial para criar mais emprego”, avançou a diretora-geral da PSA Sines, Nicola Silveira.

A responsável falava durante a inauguração da primeira etapa da designada “Fase 03” das obras de expansão do Terminal de Contentores que arrancou, em janeiro de 2021, com a construção de 204 metros de cais.

Segundo a empresa, esta primeira etapa “cria condições para a operação, em simultâneo, de três porta-contentores com comprimento até 330 metros cada, numa frente de cais de 1.150 metros”.

Durante a cerimónia, o secretário de Estado das Infraestruturas, Hugo Santos Mendes, disse que o Governo criou uma “task force” que acompanha “em permanência a área de Sines” e “procura manter uma visão atualizada sobre as necessidades de intervenção económica, infraestrutural e social” deste território.

“Muitas vezes todos estes investimentos têm dificuldade em concretizar-se e em produzir os resultados que todos queremos e um dos desafios permanentes das zonas de desenvolvimento e de polos de desenvolvimento económico de cariz internacional, como Sines, é o de minimizar os custos de contexto”, afirmou.

Segundo o governante, este grupo de trabalho “procura também promover com celeridade e de forma coordenada as intervenções que permitam desbloquear e agilizar os investimentos cruciais para a região”.

Defendeu também que, no atual contexto da economia mundial, com o aumento do preço da energia, dos combustíveis e da alimentação, “é necessário fazer melhor tudo aquilo que conseguimos controlar” e “garantir a importação e exportação da forma mais eficiente e segura possível”.

E, para isso, “as infraestruturas portuárias são absolutamente críticas”, considerou.

“O Porto de Sines é o nosso maior porto artificial e os investimentos realizados e planeados representam a sua crescente valorização estratégica”, frisou o governante, realçando o investimento do Estado Português no Corredor Internacional Sul.

Com a conclusão da expansão, o Terminal XXI, passará a dispor de uma frente de cais de 1.750 metros, 19 pórticos de cais e 60 hectares de terraplenos.

O projeto de expansão do Terminal XXI é o resultado do aditamento ao contrato de concessão celebrado entre a APS e a PSA Sines, permitindo a realização de novos investimentos referentes à ampliação do cais e modernização do terminal, projetando o aumento da capacidade de movimentação anual de 2,3 para 4,1 milhões de TEU (contentores de 20 pés).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.