O PS, o PSD e o CDS votaram contra as propostas do PCP e do BE que foram votadas em conjunto no final da votação do segundo dia na especialidade da proposta de Orçamento do Estado para 2019 (OE2019), a pedido dos socialistas.

Em causa estava a criação de um escalão intermédio na derrama estadual de 7% para as empresas com lucros entre 20 e 35 milhões de euros que, segundo os comunistas, iria abranger cerca de 120 grandes empresas. Nos restantes escalões as propostas previam a manutenção das taxas aplicadas atualmente.

Segundo o PCP, a receita fiscal adicional estimada com a medida seria de 27 milhões de euros (assumindo um lucro tributável médio de 27,5 milhões de euros para as empresas com lucros tributáveis compreendido entre 20 e 35 milhões de euros).

No Orçamento do Estado de 2018, por iniciativa do PCP, foi atualizada para 9% a taxa do terceiro escalão da derrama estadual para lucros superiores a 35 milhões de euros.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.