Estas alterações na gestão do banco acontecem no dia em que o CaixaBank passou a deter 84,5% dos direitos de voto do banco BPI na sequência da Oferta Pública de Aquisição (OPA) lançada sobre o banco português, num investimento total de 644,5 milhões de euros.

De acordo com a informação divulgada no comunicado do banco, o atual presidente do Conselho de Administração, Artur Santos Silva, assim como Fernando Ulrich, presidente da Comissão Executiva, não pretendem ficar nos respetivos cargos após a assembleia-geral de 26 de abril, que elegerá os novos órgãos sociais para um novo mandato.

Além das mudanças na gestão de topo - Fernando Ulrich assumirá o cargo de presidente não executivo ('Chairman') e o espanhol Pablo Ferero o de CEO -, é de referir que António Lobo Xavier ficará como vice-presidente.

A Comissão Executiva será liderada pelo espanhol Pablo Forero, atualmente diretor-geral do CaixaBank, cuja equipa integra desde 2009. Ainda de acordo com o comunicado, pode ler-se que este "dispõe de uma ampla experiência internacional, tendo trabalhado durante 11 anos em Londres como responsável directivo da sociedade JP Morgan Asset Management, onde esteve envolvido na experiência de integração Chase / JP Morgan".

A CaixaBank já detinha 45,5% do BPI e com esta oferta conseguiu adquirir mais 39%, uma vez que houve uma fatia de 15,49% do capital que não foi adquirido em oferta, segundo os resultados oficiais da operação, que foram hoje divulgados numa sessão especial de bolsa, na Euronext Lisbon.

O CaixaBank já era o maior acionista do BPI, com 45,50%, pelo que o grupo espanhol só precisava de mais 5% de capital social para passar a controlar a instituição liderada por Artur Santos Silva e Fernando Ulrich.

A OPA do CaixaBank sobre a totalidade do capital social do BPI arrancou em 17 de janeiro e terminou esta terça-feira, tendo o banco espanhol oferecido 1,134 euros por cada ação do banco português, o que avalia a instituição em cerca de 1.600 milhões de euros.

[Notícia atualizada às 19:00]

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.