Poupar significa precaver o futuro. Abdicar de uma parte do salário que se recebe todos os meses para garantir segurança e estabilidade em momentos de crise. Da mesma forma, rentabilizar a poupança é fundamental. Para tal, é preciso analisar as propostas disponíveis no mercado.

É aqui que entra a DECO PROTESTE, ao lançar um produto financeiro a um ou dois anos, que, comparativamente aos produtos tradicionais de capital garantido, apresenta o melhor rendimento de mercado. Chama-se Plano Poupança a Render, resulta de uma parceria entre a Organização da Defesa do Consumidor e a Lusitania Vida, e garante até 2,24% de rendimento bruto acumulado do dinheiro aplicado.

Poupar mais nem sempre significa ter mais dinheiro

Durante a pandemia, a poupança dos portugueses subiu de 7,4% para 14,2%, sendo que a procura por depósitos bancários ultrapassou os números anteriores ao aparecimento da covid-19. Segundo a DECO PROTESTE, 74% das pessoas preferem confiar os seus rendimentos a depósitos a prazo.

De acordo com um dos economistas da instituição, António Ribeiro, "neste ano e meio de pandemia, a poupança cresceu, mas a aplicação da mesma deixa muito a desejar e a maior parte das famílias verá o seu dinheiro perder valor real, especialmente os que deixarem o dinheiro adormecido nas contas bancárias”.

Segundo a Organização da Defesa do Consumidor, um depósito a 12 meses, atualmente, rende em média 0,06% de juros líquidos de imposto e, em várias instituições, as taxas são mesmo de 0%. Ainda de acordo com a DECO PROTESTE, a melhor taxa do mercado para o prazo de um ano é de 0,47% líquida.

Ora, segundo o Banco de Portugal, a taxa de inflação prevista para este ano é de 0,7% e de 0,9% para 2022, o que significa perda de valor real das poupanças. Na prática, o dinheiro passará a valer ainda menos.

Uma aposta segura

Com o objetivo de ajudar os consumidores, a DECO contactou vários bancos e seguradoras no sentido de encontrar a melhor solução. A Lusitania Vida foi a instituição financeira selecionada ao apresentar um produto que proporciona:

  • Capital garantido
  • Taxa fixa conhecida à partida
  • Contrato a um ano, com um rendimento bruto de 1,1%, o que equivale a uma taxa líquida de 0,8%.
  • Contrato a dois anos, com um rendimento bruto de 2,24%, mantendo a taxa anual líquida de 0,8%.

“Foi com o intuito de ajudar as famílias que desenvolvemos esta solução de poupança para um montante limitado por pessoa, de forma a chegar a um maior número de aforradores, já que existe um plafond definido pela seguradora”, explica António Ribeiro.

O economista refere ainda que, “apesar da taxa de poupança ter aumentado, continuamos com níveis muito inferiores aos da zona euro, cuja média atingiu 21,5% no primeiro trimestre deste ano. Por outro lado, receamos que, com o passar da pandemia, os níveis de poupança em Portugal regressem aos baixos valores de antes."

Simule o rendimento da sua poupança no Plano Poupança a Render e encontre a melhor taxa do mercado aqui.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.