A segunda e última fase do processo de recapitalização do banco público integra a apresentação das contas do exercício de 2016, incluindo as imparidades apuradas, explicou o governante numa conferência em Lisboa de instituições de crédito especializado.

A segunda fase inclui também uma operação de emissão de dívida subordinada e a injeção de fundos públicos até ao limite de 2.700 milhões de euros.

A primeira fase da recapitalização da CGD consiste num aumento de capital em 2016, através da conversão de dívida em ações (instrumentos híbridos chamados CoCos) e pela transformação da participação do Estado na Parcaixa, a holding criada em 2012 pela CGD e pela Parpública e que, com a recapitalização, vai passar para as mãos do banco público.

Foi a 24 de agosto passado que a Comissão Europeia anunciou ter acordado com o Governo português a recapitalização do banco “em condições de mercado”.

A Caixa Geral de Depósitos teve prejuízos de 189,3 milhões de euros nos primeiros noves meses deste ano, contra um lucro de 3,4 milhões de euros no mesmo período de 2015.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.