Entre 09 de março e 09 de setembro de 2022, “os bancos não poderão vender moeda estrangeira aos cidadãos”, anunciou o Banco Central da Rússia em comunicado, acrescentando que os russos poderão, no entanto, trocar moeda estrangeira por rublos durante esse período “a qualquer momento, a qualquer hora e em qualquer montante”.

O levantamento de dinheiro de contas em moeda estrangeira abertas em bancos russos também será limitado a 10.000 dólares americanos (cerca de 9.180 euros) até 09 de setembro e o restante só poderá ser retirado em rublos à taxa de câmbio atual.

Independentemente da moeda da conta, o levantamento só pode ser feito em dólares americanos e apenas na caixa, refere o comunicado, indicando que o prazo para qualquer transação deste tipo deverá ser de “vários dias”.

O rublo está em queda e na segunda-feira atingiu novos recordes históricos em relação às moedas ocidentais, devido às sanções ocidentais à Rússia sem precedentes, que têm como alvo o Banco Central e os maiores bancos russos.

Hoje, a economia russa sofreu outro golpe, com o embargo decretado pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, às importações norte-americanas de petróleo e gás russos.

A Rússia lançou na madrugada de 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que causou pelo menos 406 mortos e mais de 800 feridos entre a população civil e provocou a fuga de mais de dois milhões de pessoas para os países vizinhos, segundo os mais recentes dados da ONU.

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas a Moscovo.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.