O despacho foi enviado pelo Governo à Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) em 30 de novembro, noticia a edição de hoje do semanário, que acrescenta que há já um documento da ERSE que prevê que as tarifas afinal “baixem 3,5% em janeiro para as famílias em Portugal continental”.

Acrescenta o Expresso que esta diminuição representa para as famílias portuguesas que estão em mercado regulado uma poupança média de 1,5 euros por mês.

Nas regiões autónomas da Madeira e dos Açores a descida será de 0,6%, refere ainda o semanário.

A ERSE tem até 15 de dezembro para divulgar as tarifas para o próximo ano, sendo que a proposta do regulador energético divulgada em 15 de outubro previa que as tarifas de eletricidade no mercado regulado subissem 0,1% para os consumidores domésticos a partir de 01 de janeiro de 2019.

Esta revisão da evolução das tarifas resulta do Governo ter reforçado para dois terços a receita da Contribuição Extraordinária do Setor Energética (CESE) que será afeta à redução do défice tarifário, ou seja, o dobro do que antes estava definido.

Em 2018, o preço da eletricidade recuou 0,2% face ao ano anterior, naquela que foi a primeira descida desde 2000.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.