A empresa tecnológica japonesa publicou os resultados financeiros relativos ao anterior exercício fiscal, que terminou em 31 de março, depois de obter a autorização parcial por parte dos auditores e de ter atrasado a apresentação por três ocasiões.

As graves perdas da Toshiba e os problemas de contabilidade devem-se às dificuldades financeiras da Westinghouse Electric, a divisão nuclear do gigante tecnológico japonês nos Estados Unidos, que entrou com um pedido de proteção contra falência em março.

Para o exercício fiscal em curso, que termina em março de 2018, a Toshiba prevê regressar aos lucros e encaixar 230.000 milhões de ienes (1.779 milhões de euros).

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.