O ex-técnico do Marselha vai participar, este domingo, no rali de Vieira do Minho, prova do campeonato regional da modalidade, ao volante de um Citroen C3, promovendo uma causa solidária, e irá, depois, avaliar se aprofunda esta incursão no mundo dos ralis, enquanto está afastado dos relvados.

"O mercado está do futebol mais competitivo, mas sei bem o que pretendo e ainda quero fazer algumas experiências exóticas. A passagem pelo Marselha foi um desafio único, mas não tenho pressa. Vamos ver o que aparece em maio e estudar as hipóteses. Se não aparecer algo que me agrade, o mais certo é continuar a acelerar por aí", partilhou o treinador.

O treinador, de 43 anos, lembrou que "há muitos técnicos de qualidade que estão livres", dando exemplo de Marco Silva, Leonardo Jardim ou Bruno Lage, notando "uma mudança de paradigma do mercado".

"Começou a haver uma aposta em gente mais jovem, que pode resultar ou não. As vitórias do Zidane, no Real Madrid, por exemplo, trouxeram um interesse pelos treinadores ex-jogadores, como Pirlo ou o Lampard. Isso faz com que haja mais competição e soluções no mercado", concluiu André Villas Boas.

O técnico português, que deixou em fevereiro o comando dos franceses do Marselha, conta ainda no seu currículo com passagens pelo Chelsea e Tottenham, de Inglaterra, Zenit, da Rússia, Shanghai SIPG, da China, e pelos nacionais FC Porto e Académica de Coimbra.

JPYG // AJO

Lusa/fim

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.