A Bastonária da Ordem dos Enfermeiros tem amigos. Como se sabe, a pandemia afetou as relações de amizade como nenhum outro fenómeno nos últimos anos. Com o confinamento e as posteriores restrições que ainda se mantêm, para além dos cuidados que cada um se auto-impõe, estar com amigos é hoje uma experiência diferente. Como tal, temos de aproveitar todas as oportunidades de convívio. Nesse sentido, Ana Rita Cavaco não teve outra hipótese senão dirigir-se à convenção do Partido Chega para dar “um beijo de amiga” a André Ventura.

Não tem mal, não é? Uma convenção onde se apresentam moções com ideias tão pioneiras como retirar os ovários a mulheres que tenham abortado é um local como outro qualquer para a fruição da amizade. O que é que interessa? Não é que o beijo da bastonária seja um apelo a que os enfermeiros registados na sua Ordem passem o bisturi a um médico para uma castração química ordenada por um tribunal. Na verdade, podemos limitar a vontade de Ana Rita Cavaco de oscular amigavelmente quem quer que seja. Como revelou na entrevista que deu ontem à SIC Notícias, a bastonária “não sabe o suficiente” sobre essa proposta da agenda de Ventura para se pronunciar sobre ela. Às vezes, o melhor é mesmo ignorarmos coisas que os nossos amigos dizem.

Imagino como serão os cafés de amigos que André Ventura e Ana Rita Cavaco marcam. “Então, Rita, como vai a defesa de uma classe profissional basilar para o SNS?”, indaga Ventura; “Vai bem e tu, André, como te está a correr aquela cena de quereres acabar com esse mesmo SNS? Ein, amigão?”. E depois brindam ao belos tempos no PSD. Uma amizade, claro está, nada política.

A amizade deixa-nos mais seguros.  Neste momento, André Ventura tem pelo menos a amizade de estruturas corporativas que representam polícia e enfermeiros. Por outras palavras, tem o apreço da Bastonária e do bastão. Está na moda pessoas com responsabilidades públicas tomarem acções públicas como algo que nada tem que ver com a esfera pública. Perante figuras com interesses claramente diferentes aos que dizem defender, escolhem tratá-los com solicitude, companheirismo e toda atenção. António Costa deu bola, Ana Rita dá cavaco.

Recomendação

Este filme.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.