O ano de 2016 terminou sob o signo do quatro (4) para Cristiano Ronaldo com a quarta Bola de Ouro atribuída pela revista France Football e com o (4) prémio de melhor do mundo nos “Globe Soccer Awards”. A 9 de janeiro, na Gala anual da FIFA, em Zurique, poderá ser coroado Melhor Jogador do Mundo FIFA, o que a ocorrer será a quarta vez depois de 2008, 2013 e 2014. Ronaldo, o melhor para a FIFA em 2008 - antepenúltimo ano em que foi atribuído o prémio da Federação Internacional de Futebol antes da parceria que manteve com o “Ballon D’Or” da France Football, entre 2010 e 2016 - poderá ser, assim, o primeiro a arrecadar o recém-criado prémio da FIFA “the Best”.

Na mesma Gala, Fernando Santos, selecionador nacional e campeão europeu de futebol, selecionador do ano pela Federação Internacional de História e Estatística do Futebol e vencedor do Global Soccer Awards, pode somar o título de melhor Treinador do Ano, contando com a concorrência do italiano Claudio Ranieri (campeão inglês pelo Leicester) e Zinedine Zidane, que venceu a Liga dos Campeões com o Real de Madrid.

No futebol nacional, a final four da Taça CTT – competição organizada pela Liga determinará o campeão de inverno. Disputar-se-á no Algarve, no final do mês de janeiro.

Para o dia 4 de março estão marcadas as eleições no Sporting Clube de Portugal. Bruno de Carvalho recandidata-se e pede “mais quatro anos”. Pedro Madeira Rodrigues, candidato, quer fazer os seus primeiros 4.

Em maio, caso o Benfica conquiste o título nacional será tetra campeão, algo inédito para os lados da Luz.

Já que falamos de dados estatísticos inéditos, ao invés, o Futebol Clube de Porto, caso não seja campeão, somará o quarto ano consecutivo sem erguer o maior e mais importante título nacional, igualando o jejum ocorrido entre 1979/80 e 1983/84. Mas pior. Se não vencer uma das provas em que ainda está em competição (Liga e Taça CTT), a equipa agora liderada por Nuno Espírito Santo fechará a época 2016/17 com o quarto ano sem qualquer título no futebol, o que a suceder será o pior jejum da era Pinto da Costa.

Na Liga NOS a previsão é que os quatro primeiros classificados, em maio, tenham no banco 4 treinadores portugueses. Na Liga Ledman PRO, Vítor Oliveira, que lidera a classificação com o Portimonense, pode concretizar a quarta subida consecutiva ao principal escalão do futebol português, ele que já soma nove até à data.

Futebolisticamente falando, lá fora as atenções estão mais centradas no mercado chinês num campeonato cujo limite de estrangeiros por equipa está fixado nos 4 jogadores (e onde guarda-redes não entra nestas contas sendo uma posição reservada em exclusivo a chineses). Ao novo “el dorado” do futebol mundial chegam cada vez mais craques debaixo de transferências cada vez mais caras. Em 2016 foram ultrapassados os quatro dígitos (1.1 mil milhões de euros) de investimento total entre clubes e empresas no futebol (em participações em clubes europeus, direitos de transmissão e patrocínios) de acordo com uma publicação do “Jornal do Povo”, jornal oficial do Partido Comunista Chinês, que lançou um aviso à navegação. Se em 2016, as 16 equipas que disputam a Superliga chinesa investiram 400 milhões de euros na contratação de jogadores estrangeiros o número deverá galopar no ano em curso. 

Para encerrar o capitulo futebol, das cinco principais Ligas Europeias, em quatro deverão ser os suspeitos do costume a levantar o troféu de campeão nacional: Real ou Barça, em Espanha, Chelsea em Inglaterra e Bayern, na Alemanha, Juventus em Itália, são os mais fortes candidatos. Só em França, com um PSG que parece ter perdido o domínio, poderá surgir um outsider, Nice ou Mónaco, de Leonardo Jardim.

 

Provas de 4 em 4 anos: Da America’s Cup aos jogos da Lusofonia

2017 é ano em que coincide a realização de grandes eventos desportivos que ocorrem de 4 em quatro anos. Espalhando ao longo das 4 estações do ano, deixamos aqui a indicação dos mais aos menos populares, da vela aos desportos de combate, passando pelo râguebi, para todas as idades (Master Games), credos (islâmicos e judaicos) e línguas (Jogos da Lusofonia).

Em abril, de 21 a 30, Auckland, na Nova Zelândia, recebe os World Masters Games, jogos para desportistas sem idade que se representam a si mesmo e não o país.

A cidade de Baku, no Azerbeijão, recebe os 4º Jogos Solidários Islâmicos, em maio, de 12 a 22. Outra religião, e outro povo, também terá os seus jogos de 14 a 18 de julho: o vigésimo Maccabiah, os “Jogos Olímpicos Judaicos”, que celebram 50 anos da reunificação de Jerusalém, e que são um evento que vai muito para além do desporto.

A America’s Cup, a 35ª edição da maior e mais célebre “corrida de formula 1” náutica, terá lugar na Bermuda. A 26 de maio decorrerá a Louis Vuitton America’s Cup Qualifiers defrontando o atual campeão, Oracle Team USA a 17 de junho.

Junho é mês da Taça das Confederações em Futebol na qual Portugal, na qualidade de campeão europeu, participa pela primeira vez.

Moçambique organizará o maior evento multidesportivo de língua portuguesa, os Jogos da Lusofonia, durante o mês de julho.

Varsóvia, Polónia, acolhe os World Games, uma competição mundial que se realiza no ano seguinte aos Jogos Olímpicos e nos quais a variedade caleidoscópica de desportos abrange da dança, ao Sumo, JuJitsu, passando pelo squash, bowling, rugby e Bodybuilding.

O desporto também se escreve no feminino. O Mundial Feminino de Cricket disputa-se em Inglaterra de 26 de junho a 23 de julho. Portugal participa pela primeira vez no Europeu Feminino de futebol que terá lugar na Holanda, de 16 de julho a 6 de agosto. E finalmente, a Irlanda é a pátria do râguebi feminino de 9 a 26 de agosto acolhendo o Mundial que se divide entre Dublin e Belfast. A Nova Zelândia, que soma 4 títulos, é a natural favorita.

Em outubro, a cidade de Lima, no Peru, é palco ao World Combat Games, composto por 16 desportos de combate, 6 deles olímpicos.

Finalmente, em outubro arranca até dezembro o Rugby League World Cup, reunindo as 14 melhores nações do mundo, numa competição que se disputará na Austrália, Nova Zelândia e Papua Nova Guiné.

 

4 nomes portugueses que vamos ouvir falar em Portugal para além do CR7 

Cristiano, Cristiano, Ronaldo, Ronaldo, Cristiano Ronaldo, ou simplesmente CR7. 2016 foi o melhor ano do melhor atleta português de sempre que no penúltimo dia de 2016 foi considerado a estrela mundial do ano pela Eurosport. O ano de 2017 poderá começar com mais um título pessoal. E voltaremos à carga e com muitas e muitas páginas escritas outra vez sobre Cristiano Ronaldo, tantas quantas vitórias ou recordes pessoais e coletivos for batendo.

Ora, fora do futebol, e de CR7, Portugal produz também outras estrelas e que, provavelmente, ouviremos falar em 2017. Enumeremos quatro que vão ser postos à prova.

Francisco Morais, ou “Kikas” é o segundo surfista português a por os dois pés no Circuito Mundial de Surf. A acompanhar a partir de 14 de marco, no arranque do World Championship Tour, na Gold Coast, Austrália.

Dentro de água, depois de uma geração de ouro na canoagem que colecionou medalhas em europeus e mundiais, Francisca Laia, jovem de 22 anos tem trilhado o caminho nos sub-23, foi aos Jogos Olímpicos do Rio e será este ano, 2017, o ano da afirmação no Europeu na Bulgária (Plovdiv), em julho e no mundial, em agosto, na República Checa (Racice).

Um nome de peso nestas contas mediáticas poderá ser Tsanko Arnaudov, luso-búlgaro. Com 1.98 e 151 quilos, aos 24 anos, o lançador do peso terá os Europeus de pista coberta, em março, em Belgrado (Sérvia) e os Mundiais ao ar livre, em agosto (Londres), como a prova dos 9 da sua afirmação.

Por fim, Ana Ramos, melhor jogadora do Europeu de basquetebol feminino de sub-16, em 2015, atualmente a jogar numa universidade norte-americana, provará a razão do seu nome estar aqui durante o campeonato da Europa de Sub20 Feminino que se realiza em Matosinhos, entre 8 e 16 de Julho de 2017.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.