Os bootcamps da escola <Academia de Código_> vão decorrer em Lisboa, Porto e ilha Terceira. O seu arranque está previsto para o início de janeiro de 2022 e terão a duração de 14 semanas intensivas para "mergulhar num ciclo de #EatSleepCodeRepeat" [Comer, dormir, código, repetir].

As candidaturas (que podem ser feitas em academiadecodigo.org) já estão a decorrer e destinam-se a pessoas com mais de 18 anos, desempregadas ou que queiram mudar de carreira. Foram abertas 80 vagas: 30 para a Lisboa e Porto, e 20 destinadas à ilha Terceira.

No caso das duas cidades em território continental há soluções de financiamento para ajudar quem não tem condições financeiras para efetuar o pagamento no imediato, ao passo que na ilha açoriana o programa é totalmente gratuito assim como a estadia durante o período que decorrerem os bootcamps.

Este ano, contudo, traz consigo uma novidade: vai ser possível fazer pagamentos em criptomoedas. A razão? Para "não deixar nenhum talento de fora".

"Dar este passo para expandir as condições de acesso dos candidatos aos bootcamps é importante e está em linha com a nossa lógica de procurar soluções para não deixar nenhum talento de fora", explica João Magalhães, co-founder e CEO da <Academia de Código_> em comunicado.

Os candidatos selecionados vão poder pagar assim em Bitcoin, Ethereum e UTRUST (para além das formas e condições de pagamento tradicionais). A escola explica que tal é possível devido a uma parceria com a Utrust, que "permite democratizar o pagamento através de moeda digital".

Ao final das 14 semanas de aprendizagem intensiva, os alunos que forem selecionados vão ingressar no mercado de trabalho como Junior Full Stack Software Developers. Na nota enviada às redações, a <Academia de Código_> enfatiza que "dá o apoio necessário na colocação dos recém-formados, com uma equipa dedicada, trabalhando em conjunto com mais de 50 empresas parceiras como são o caso da Deloitte, Capgemini ou a Critical Software".

De acordo com o site da escola de programação, uma startup portuguesa criada em 2015, volvidos seis anos depois de iniciar atividade já organizou mais de 60 bootcamps que serviram para formar 1300 "mentes brilhantes no desemprego".

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.