A Polícia Judiciária (PJ) deteve na quinta-feira 15 homens com idades entre os 23 e os 60 anos numa megaoperação de combate à pornografia infantil. 

De acordo com o Jornal de Notícias, existe a suspeita que os detidos terão partilhado as imagens na darknet e em plataformas encriptadas utilizadas por pedófilos.

A investigação da Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Tecnológica (UNC3T) da PJ revelou que foram descobertos milhares de ficheiros que estes suspeitos terão distribuído e partilhado entre si. 

A identificação das vítimas ainda não foi feita, mas segundo o diretor da UNC3T há conteúdo de bebés a adolescentes de 14 anos e nem todas as crianças serão de nacionalidade portuguesa.

Os detidos — oriundos de Braga, Aveiro, Guarda, Coimbra, Leiria, Lisboa, Setúbal, Algarve e Madeira — terão de se apresentar no tribunal da sua área de residência para conhecer as medidas de coação.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.