O Spotify,  plataforma de streaming de música, anunciou nesta quarta-feira  o encerramento do escritório na Rússia e limitações de acesso ao conteúdo publicado pelos média russos estatais, em resposta ao "ataque não provocado contra a Ucrânia".

"Fechámos o nosso escritório na Rússia até segunda ordem", declarou em comunicado a empresa, com sede em Estocolmo, mas com capital aberto na Bolsa de Nova York.

A empresa indicou que analisou "milhares de episódios de podcast desde o início da guerra" e que limitou a capacidade dos usuários de encontrar programas produzidos por meios vinculados ao Estado russo.

Dias atrás, o Spotify anunciou a retirada de todo o conteúdo dos meios de comunicação estatais russos ET e Sputnik da União Europeia e de outros mercados.

A plataforma, no entanto, mantém seu serviço aberto para os ouvintes russos. "Acreditamos ser da maior importância que nosso serviço esteja disponível na Rússia para permitir um fluxo global de informação", indicou.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.