A iniciativa insere-se no Programa Interface, que o primeiro-ministro, António Costa, considerou "a chave" para o sucesso da revolução digital.

Os laboratórios colaborativos serão operacionalizados pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) e pela Agência Nacional de Inovação (ANI).

Caberá à FCT reconhecer o título de CoLAB, depois de avaliadas e selecionadas as candidaturas a concurso, de acordo com o projeto de regulamento disponível no portal da instituição, e que será submetido a consulta pública.

À Lusa, o presidente da FCT, Paulo Ferrão, admitiu que o concurso possa ser lançado dentro de dois a três meses, após a conclusão do processo de consulta pública que resultará na versão final do regulamento.

Numa fase posterior, poderão ser lançados concursos para financiamento de atividades e contratação de pessoal, nomeadamente através de fundos comunitários, como o programa Portugal 2020.

Os CoLAB visam reforçar a cooperação entre várias entidades, públicas e privadas, nas áreas da investigação e da inovação para a resolução de problemas concretos da sociedade.

Podem constituir-se como laboratórios colaborativos centros tecnológicos e de investigação, universidades, institutos politécnicos, empresas, hospitais, museus, arquivos, municípios e instituições sociais ou culturais.

A criação dos CoLAB insere-se no Programa Nacional de Reformas e na Agenda "Compromisso com a Ciência e Conhecimento", aprovada pelo Governo em junho.

O programa Interface foi desenvolvido pelos ministérios da Ciência, Tecnologia e do Ensino Superior, da Economia e do Planeamento e das Infraestruturas.

Segundo o primeiro-ministro, visa "pôr em contacto empresas e universidades e politécnicos, conhecimento e necessidades, desenvolvimento através de oportunidades de investigação e desenvolver produtos a partir de investigações já concluídas".

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.