A construtora aeronáutica europeia Airbus quer acabar com as filas de trânsito automóvel. Como? Voando sobre elas.

Parece ser um cenário tirado de um filme de ficção científica do final da segunda metade do século XX em que numa cidade ‘naves’ auto tripuladas sobrevoam os carros. Agora esta visão futurista salta do ecrã para a vida real com um protótipo de um “táxi voador”, auto pilotado e de um só lugar, a ser testado nos céus, no final deste ano.

“Há cem anos, os transportes urbanos passaram para o subsolo, agora temos os meios tecnológicos necessários para os passar para o céu”, disse o chefe executivo da Airbus, Tom Enders, à Reuters.

É a oportunidade e a prova de que o futuro das companhias aéreas passa por se reinventarem. Enders, um dos homens à frente a construtora do maior avião de passageiros alguma vez construído, que consegue percorrer até 14 mil quilómetros num único voo, já disse que este teste é para ser levado “muito a sério”.

O novo protótipo terá várias hélices, de forma a descolar-se verticalmente e lugar para apenas um passageiro, embora a companhia admita que os modelos finais poderão ter mais lugares. Enders disse que se muitos dos residentes das cidades saúdam a chegada de um "táxi aéreo", que poderia poupar dinheiro aos governos em pontes, estradas e outras infraestrutura caras.

Para chamar um destes táxis do futuro será necessário ter uma aplicação no seu telemóvel. Ou seja, será semelhante e tão simples quanto mandar vir um Uber; uma empresa que também já admitiu investir no transporte aéreo urbano de passageiros.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.