Quem gravita por centos urbanos já terá pensado, em algum momento, qual seria o ar da rua mais movimentada da sua cidade se esta tivesse menos carros e mais pessoas ou ciclovias. No entanto, por vezes, é difícil imaginar tal cenário. É um daqueles casos típicos em que uma imagem vale mais do que mil palavras.

É aqui que entra a história do norte-americano Zach Katz, urbanista de guerrilha do Twitter (imagens aqui), que na verdade é um artista e músico de 28 anos de Brooklyn. Porquê? Porque está a mostrar como fazer esta transição ao transformar as movimentadas ruas de grandes cidades como Nova Iorque e Boston em autênticas utopias.

Aquilo que começou na sua rua em Nova Iorque alastrou não só para outros centros urbanos como Boston ou Honolulu (Havai), mas também internacionalizou e é possível imaginar o cenário em Melbourne (Austrália), Porto Rico ou Inglaterra.

A ideia gerou tal burburinho que a sua visão urbanista chegou ao radar de publicações como a Axios ou a Bloomberg.

  • Como é que o faz? Através de uma plataforma (DALL-E) que recorre à Inteligência Artificial (IA) e que é incrivelmente boa a gerar imagens consoante o input (texto) dos utilizadores (um astronauta no espaço a montar a cavalo? Sim, por favor). Segundo Katz, são necessárias 40 a 50 tentativas e a renderização varia entre alguns minutos ou horas, dependendo do que se pretende.

"Quando tive acesso à DALL-E, só por brincadeira, inseri algumas ruas do meu bairro em Bushwick e fiquei estupefacto como é que conseguia gerar isto… uma rua normal com carros num exuberante passeio pedonal com fontes de pedra ornamentada", revelou o artista à Axios.

Porém, Zach não pega em qualquer cidade e segue um critério rigoroso. "Seria embaraçoso se colocasse um autocarro onde não existem autocarros ou se colocasse uma zona pedonal onde é preciso uma faixa de rodagem para os autocarros ou até um metro de superfície ou elétrico".

  • Uma coisa é certa: imaginar e gerar imagens num computador é uma coisa, ter o apoio político, o OK da comunidade e o dinheiro para tornar as suas  urbanizações em realidade, é outra.

Ainda assim, o que não lhe falta são projetos para o futuro. Segundo a Axios, recebeu cerca de mil pedidos para mapear ruas e bairros específicos. E, um deles, até de alguém com um certo poder — o presidente da Câmara de Wisconsin. Quem sabe se aquilo que começou como uma mera brincadeira não vai acabar em algo real e concreto.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.

Um artigo do parceiro

The Next Big Idea é um site de inovação e empreendedorismo, com a mais completa base de dados de startups e incubadoras do país. Aqui encontra as histórias e os protagonistas que contam como estamos a mudar o presente e a inventar o que vai ser o futuro. Veja todas as histórias em www.thenextbigidea.pt