Pelo menos é esta a crença de cada vez mais pessoas na Tailândia, onde a moda das bonecas “look thep” (crianças-deusas ou crianças-anjos) é já considerada um fenómeno nacional.

Acredita-se que estas bonecas, por estarem possuídas pela alma de uma criança, devam ser bem tratadas de forma a que os seus donos consigam prosperidade e boa sorte.

A superstição tem sido levada muito a sério no país, onde já é possível comprar roupas de marca para as bonecas, reservar mesas em certos restaurantes e garantir um local em cerimónias religiosas.

Mais recentemente, uma companhia aérea de baixo custo aprovou que fossem vendidos bilhetes de avião para as bonecas, que receberiam o mesmo tratamento de outros passageiros.

Veja a galeria de fotos:

A condição durou pouco tempo. No mesmo dia, a Autoridade de Aviação da Tailândia proibiu a venda de bilhetes para as bonecas “look thep”. A polícia já tinha alertado para que as bonecas pudessem ser usadas para transportar droga nos aviões – suspeita que acabou por se confirmar, na semana passada, com a apreensão de 200 doses de metanfetaminas no interior de uma boneca, no aeroporto de Chiang Mai, no norte do país.

Criadora fala em "nova alma"

As bonecas originais são criadas e comercializadas por uma colecionadora de Banguecoque, que, através de um ritual com influências budistas e hinduístas, coloca uma nova alma infantil dentro das mesmas – o que não envolve almas de crianças que morreram, sublinha a responsável pelas bonecas.

“Look thep é uma boneca que está viva, eu crio uma nova alma que vive dentro da boneca, para que os seus donos possam tratá-las como uma criança normal”, explicou numa entrevista, Mama Ning, a criadora deste fenómeno que tem dado o que falar.

As bonecas podem custar entre 50 a 500 euros. As autoridades tailandesas apreenderam, na semana passada, centenas de bonecas que estavam a ser comercializadas de forma ilegal por vendedores que fogem aos impostos.

Newsletter

As notí­cias não escolhem hora, mas o seu tempo é precioso. O SAPO 24 leva ao seu email a informação que realmente importa comentada pelos nossos cronistas.

Notificações

Porque as noticias não escolhem hora e o seu tempo é precioso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.