Há artistas capazes de gerar mudanças instantâneas com um pedido. Adele figura nesse grupo. A cantora britânica, acabada de lançar "30", o seu quarto disco, pediu ao Spotify para que ocultasse a opção de colocar as músicas do seu novo álbum a serem escutadas de forma aleatória.

Após alguns meios de comunicação noticiarem esta aparente mudança, foi a própria Adele a confirmar no Twitter este domingo que fez esse pedido à empresa de streaming sueca.

"Foi o único pedido que fiz na nossa indústria em constante mudança! Nós não criamos álbuns com tanto cuidado e atenção quanto à ordem das canções por acaso. A nossa arte conta uma história e as nossas histórias devem ser ouvidas como pretendemos. Obrigado ao Spotify por ouvirem", escreveu.

Ao pedido, o Spotify respondeu de forma lacónica: "Por ti, fazemos tudo". Mais tarde, em comunicado, a empresa anunciou que ia implementar a alteração, pedida tanto por ouvintes como por artistas, de tornar a opção de ouvir um álbum na ordem original como o padrão quando se acede ao menu.

No entanto, o botão para ouvir de forma aleatória não desapareceu completamente. Não só continua presente em playlists, como, mesmo ao ouvir álbuns, continua a estar presente no momento em que está a ouvir uma das músicas — ou seja, é possível continuar a ouvir discos de forma aleatória, apenas tornou-se mais difícil.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.