Mariza, que já venceu este galardão em 2019 com o disco “Mariza”, está nomeada na categoria de “Melhor Álbum Europeu” ao lado de Damir Imamovic, da Bósnia-Herzegovina, com o álbum “Singer of Tales”, Sam Lee, do Reino Unido, com “Old Wow”, e das francesas Cocanha, com “Puput”.

Em comunicado difundido pela editora de Mariza, a cantora afirma ser uma “honra” esta nomeação, tendo em conta a “variedade de talentos de todo o mundo” nomeados.

Os prémios de música da revista Songlines pretendem “celebrar a extraordinária quantidade de talento musical ao redor do mundo”, segundo a revista inglesa.

No disco “Mariza Canta Amália”, a intérprete gravou dez temas do repertório da diva, entre eles, “Gaivota”, “Estranha Forma de Vida”, “Com que Voz”, “Fado Português”, “Povo que Lavas no Rio”, ou “Foi Deus”, com arranjos do músico Jaques Morelenbaum que já colaborara com ela em “Transparente”.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.