O evento anual organizado pelo PCP, este ano reduzido a um terço da lotação (33 mil pessoas) devido à pandemia de covid-19, tem início sexta-feira (04 de agosto) e o palco 25 de Abril – o maior do recinto das quintas da Atalaia e do Cabo da Marinha – vai receber um concerto intitulado “Sons e vozes de África contra o racismo”, com artistas de Cabo Verde, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Angola.

No auditório 1.º de Maio, a animação estará a cargo de Aldina Duarte e de Camané e Mário Laginha.

No segundo dia, sábado, entre os muitos debates previstos, o humorista Ricardo Araújo Pereira vai discutir humor e política com Margarida Botelho.

No palco 25 de Abril vão desfilar Mão Morta, Capicua, Dino D’Santiago e Blasted, enquanto Lena D’Água e Dead Combo animam o auditório 1.º de Maio.

Domingo, depois do comício e intervenção de fundo do secretário-geral comunista, Jerónimo de Sousa, a música vai estar a cargo de Stereossauro e os convidados Camané, Marisa Liz, Carlão, Chullage e Ricardo Gordo, antes do concerto de encerramento dos Xutos & Pontapés.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.