"Jimmy faleceu pacificamente na noite de 1 de setembro, rodeado da sua família, amigos, música e cachorros", afirma o comunicado.

"Ele viveu a sua vida como uma canção até o último suspiro e muitos sentirão a sua falta", acrescenta a nota.

O texto não revela a causa da morte.

O grande hit de soft rock de Buffett, "Margaritaville", sobre viver na praia com uma bebida na mão, permaneceu 22 semanas na lista da Billboard e ajudou-o a iniciar a sua carreira musical e criar um império empresarial.

Conhecido como "presidente de Margaritaville", Buffett lançou quase 30 álbuns de estúdio, de vários estilos, do country ao folk. Também criou uma rede de complexos turísticos, restaurantes e lojas que concretizaram a sua imagem descontraída.

Nascido em 25 de dezembro de 1946 no estado do Mississippi e criado no Alabama, Buffett começou a tocar guitarra na universidade e apresentou-se nas ruas e clubes de Nova Orleans, segundo o seu site.

Lançou o primeiro álbum, "Down to Earth", em 1970. Um ano depois viajou a Key West, Flórida, local que se tornou sinónimo da sua música e estilo de vida.

Buffett também escreveu livros, participou em filmes e programas de televisão, e teve uma breve passagem pela Broadway com o musical "Escape to Margaritaville".

"Fico feliz porque tivemos tempo para celebrar. Foste e sempre serás um ser humano verdadeiramente inspirador", escreveu o rapper LL Cool J na red social X (antigo Twitter).

Brian Wilson, dos Beach Boys, também homenageou Buffett com uma foto do seu álbum de 1976 "Havana Daydreamin".

"Amor e misericórdia, Jimmy Buffett", escreveu Wilson.

Porque o seu tempo é precioso.

Subscreva a newsletter do SAPO 24.

Porque as notícias não escolhem hora.

Ative as notificações do SAPO 24.

Saiba sempre do que se fala.

Siga o SAPO 24 nas redes sociais. Use a #SAPO24 nas suas publicações.